Caril Za’atar, Médio Oriente

2.6012.00

Origem: Médio Oriente

Ingredientes: Segurelha, limão, tomilho, orégãos, sésamo, sal, cominhos e coentros.

 

Limpar
REF: MIS014 Categorias: , Etiqueta:

Descrição

Historia: A palavra caril aparece referenciada em escritos portugueses desde meados do século XVI, mas não se conhece a sua verdadeira origem. Há quem defenda que se trata da evolução do tâmil e malaio kali, que significa “molho”; da palavra Kari, que caracteriza as folhas de um arbusto utilizado para temperar; ou khari, um prato que se encontra em algumas regiões do norte da Índia

A história conta que um oficial britânico, preparando-se para deixar a Índia e querendo desfrutar de seus pratos indianos favoritos depois que ele voltou para casa, ordenou a seu servo que preparasse uma mistura de especiarias indianas. Assim, nasceu a identificação de curry com um pó seco.

O caril em pó é constituído pela mistura de pós de açafrão da índia (curcuma), cardomomo, coentro, gengibre, cominho, noz-moscada, cravinho, pimenta e canela. Para além destes ingredientes básicos, outros são incluídos, de acordo com as preferências do utilizador: alforvas, pimenta-de-caiena, cominhos, noz-moscada, pimenta da jamaica, pimentão e alecrim, entre outros. Existem caris que chegam a levar setenta plantas diferentes, pelo que podemos dizer que existem milhares de receitas, dependendo não só do país, mas principalmente do gosto de cada lar. Inicialmente, o caril servia para temperar exclusivamente o arroz, mas actualmente é usado para confecção de inúmeras receitas, como, o bem conhecido,  frango de caril.

A origem do caril em pasta derivou do interesse de obter um tempero espesso que pudesse barrar, mais facilmente, carnes ou incorporar verduras, pelo que aos condimentos em pó se junta iogurte, leite de coco, manteiga, natas ou outros líquidos.

Algumas variantes são conhecidas por “Masalas” com os subtítulos de “Tandoori” (normalmente contendo pimentão, cominho e cebola) e de Garam (com cominho, funcho e noz-moscada), entre outras. A Tailândia, por sua vez, usa ingredientes como a cebolinha, gengibre, cebola roxa e pimentas, dividindo-as em três tipos, segundo seu grau picante: amarelo (mais suave), vermelho (intermédio) e verde (mais forte).

Utilização: Todo o tipo de carnes vermelhas, borrego, peixe e frango.

https://pt.hiloved.com/a-historia-do-caril-asiatico/

Informação adicional

Peso N/A