Chá Verde – Gorreana – Hysson

6.8016.70

Tipo: O chá verde Hysson é produzido a partir das três primeiras folhas da planta do chá (Camellia Sinensis) que são colhidas em julho e agosto, quando o sol é mais forte.

Origem: Açores

Nome Cientifico: Camellia sinensis

Limpar
REF: CHA011 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

História: Conta a lenda milenar, que o imperador Shen Nung – um afamado ervanário – pelo ano 2750 a.C. fez uma viagem pelos domínios da china onde foi inspirado por um novo produto.

Desgastado pelo cansaço da jornada, parou para descansar à sombra de uma arvore. Shen NUng tinha por hábito beber água fervida para saciar a sede. Assim, enquanto segurava uma taça, viu o lampejo de uma brisa soprar algumas folhas secas para dentro da água. Cheio de curiosidade, o imperador milenar decidiu provar a água fervida e transfigurada na sua cor, numa espécie se epifania. Esse terá sido o momento mágico do chá. O imperador percebeu que o sabor era diferente e sentiu uma inexplicável ligação à natureza. Aquelas folhinhas tinham-se desprendido de uma árvore simples e discreta, hoje conhecida por Camellia Sinensis (planta do chá), de cor verde, densa e propensa a climas muito particulares.

Açores: A cultura do chá terá sido introduzida nos Açores por Jacinto Leite, um micaelense que, por volta de 1820, criou a primeira plantação em S. Miguel, com sementes trazidas do Rio de Janeiro, Brasil, onde exercia o cargo de comandante da guarda-real na corte de D. João VI. No século XIX o desaparecimento da produção de laranja nos açores impulsionou os membros da Sociedade Promotora Micaelense para o cultivo do chá tendo este atingido seu apogeu na década de 50 com 250 tons. resultantes de 300 ha de cultivo.

A primeira guerra mundial e posteriormente as protecções aduaneiras ao chá de Moçambique desencadearam progressivamente uma crise. Em 1966, de 14 fábricas transformadoras de chá restavam apenas 5. Actualmente sobrevive uma: a Fábrica de Chá Gorreana que, desde 1920, utiliza energia eléctrica aproveitando um curso de água; as outras funcionavam com máquinas a vapor.

Tipo de Chá: Chá Verde (oxidação nula)

O chá verde passa por um processo de oxidação, o que lhe permite manter a cor verde, tanto nas folhas como na infusão. Além disso, garante altos níveis de antioxidantes – tal como acontece com chá branco.

Para desactivar a enzima que causa a oxidação é feita uma fixação, de acordo com dois métodos distintos adoptados pelos dois países mais antigos no consumo de chá: a China e o Japão.

Na china, a fixação é feita com aplicação de calor seco através de woks, frigideiras e fornos a lenha ou carvão. Por sua vez, no Japão a fixação é conseguida através de um método de calor húmido, com recurso a túneis de vapor.

Ora, estes dois procedimentos reflectem-se no carácter e no aroma dos chás, originado infusões distintas.

Aspecto geral da infusão: Infusão cor verde acastanhado com um aroma delicado e um sabor intenso.

O chá verde proveniente do método chinês é aromático, subtil e adocicado. Na degustação predominam sabores tostados doces, vegetais cozidos e nozes.

O método japonês, oferece-nos um chá verde com sabores mais intensos, salgados, umami e adstringentes. Predominam notas vegetais crus, erva fresca e algas.

Constituintes e Propriedades: O chá contém antioxidantes que evitam a degenerescência de células responsáveis por mais de 50 doença. Estudos comprovam que o consumo regular de chá inibe a aglomeração de plaquetas no sangue evitando assim os perigosos coágulos causadores da maioria dos ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais (AVC’s). Outros estudos apontam igualmente para o facto de o chá ser inibidor de alguns tipos de cancro nomeadamente os do aparelho respiratório, digestivo bem como os da pele.

Outros benefícios associados ao chá:

  • É um excelente diurético e por tal ajuda a perder peso de forma saudável
  • Combate o envelhecimento precoce das células
  • Auxilia na regeneração da pele
  • Promove a longevidade saudável
  • Reduz o colesterol total e níveis de LDL (mau colesterol)
  • Aumenta os níveis do HDL (bom colesterol)
  • Reduz a pressão arterial
  • Reforça os vasos sanguíneos
  • Fortalece o sistema imunológico
  • Actua como anti-inflamatório e antigripal
  • Ajuda a dilatar os brônquios, facilitando a respiração dos asmáticos
  • Auxilia nos tratamentos de gripe, bronquite e pneumonia
  • Protege o sistema gastrointestinal de bactérias nocivas
  • Previne a formação de pedras na vesícula e nos rins
  • Ajuda a normalizar a função da tiróide
  • Previne cáries dentárias e gengivite

Precauções: Gravidas e lactentes.

Infusão: 4 colheres de chá para 1 litro de água fervida (70 a 80 graus) e deixar repousar cerca 1 a 3 minutos.

VIEIRA, Maria Ana Silva. “Receitas à Volta do Chá”. Oficina do Livro, 2018

Informação adicional

Peso N/A

Também pode gostar…